Total de visualizações

NOTÍCIAS DO LITORAL PARANÁ

Loading...

POLÍTICA

Loading...

Notícias do Brasil

Loading...

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Copel Telecom dobra pontos de internet sem fio no litoral



A Copel Telecom finalizou nesta semana a instalação de cem equipamentos transmissores de internet sem fio no Litoral – o dobro do que foi usado no ano passado. Paranaguá, Antonina e Morretes também receberam pontos de acesso neste ano, além das oito praias já tradicionalmente incluídas no projeto e da Ilha do Mel.

O serviço é gratuito e permanece ativo até o fim do Carnaval de 2016. “É o quinto ano consecutivo que fornecemos wi-fi nas praias”, disse o diretor-presidente da Copel Telecom, Adir Hannouche. “A cada edição tivemos o cuidado de aprimorá-lo. Ano passado já usamos tecnologia superior em relação a anos anteriores e para esta temporada instalamos mais e melhores equipamentos. Esperamos atender às expectativas de veranistas e moradores”, afirma Hannouche.

PONTOS DE ACESSO - São cem pontos de acesso distribuídos por Guaratuba, Caiobá, Matinhos, Pontal do Paraná (Praia de Leste, Santa Terezinha, Ipanema, Shagri-lá e Pontal do Sul) e Ilha do Mel. A novidade deste ano são os pontos instalados em Paranaguá, Antonina e Morretes.

PARA ACESSAR - O usuário deve acessar a conexão "Copel Telecom" e preencher um pequeno cadastro no portal que abre automaticamente ao usar o navegador, seja no laptop, no tablet ou no celular. A base de usuários cadastrados no ano passado continua valendo, se o usuário lembrar seu login e senha, poderá utilizá-los, ou poderá fazer novo cadastro.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Cientistas da Fiocruz de Curitiba, confirma caso de aborto em que zika consegue atravessar a placenta

Caso de aborto Confirma Que zika consegue atravessar a placenta

Fiocruz do Paraná Achou vírus em Amostra de Paciente do Nordeste.
Vítima manifestou síntomas Típicos da Infecção pingos de Perder feto. 

Cientistas do Paraná divulgaram Nesta quarta-feira (20) o resultado de Uma Pesquisa that Confirma uma CAPACIDADE fazer zika vírus de atravessar a placenta de gestantes. O Instituto Carlos Chagas, da Fiocruz de Curitiba, encontrou Traços de DNA do vírus em Amostra de Tecido de uma mulher that Teve um interrompida Gravidez.   
A gestante, Que vivia sem Nordeste Mas Não foi identificada, relatou síntomas compatíveis à Infecção Semanas Antes de "aborto retido" sofrer um, that when ocorre o feto se desenvolver parágrafo de nenhum útero.
Apos USAR Anticorpos parágrafo detectar uma Presença de Uma Infecção não Tecido da placenta, OS Pesquisadores identificaram o zika DEPOIS POR Meio de PCR - Exame Que Detecta Traços de material de genético do patógeno.
"Este resultado Confirma Modo de um inequívoco Transmissão intrauterina fazer zika vírus", afirmou comunicado do instituto. A Pesquisa foi liderada Pela virologista Cláudia Nunes Duarte dos Santos.
Resultado Confirma Modo de um inequívoco Transmissão intrauterina fazer zika vírus "
nota do Instituto Carlos Chagas
Segundo OS Cientistas do Instituto, a Transmissão da Infecção cabelo vírus provavelmente se Dá POR Meio das chamadas "Células de Hofbauer", um tipo de célula do Sistema imune, that Defende o Organismo.
Como Células de Hofbauer estariam provavelmente capturando o zika E Depois Sendo absorvidas Pela placenta, mas Pesquisadores AINDA NÃO conseguiram Confirmar ESSA tese.
O zika vírus de e transmitido cabelo mosquito Aedes aegypti e foi identificado Pela Primeira vez no país em 2015. A Doença TEM síntomas leves, Como febre baixa e dor muscular, mas OS Riscos São Grandes parágrafo gestantes. O Ministério da Saúde declarou Emergência cabelo aumento de Casos de Bebês EM microcefalia (Quando o crânio TEM TAMANHO menor that um Media - 32 centimetros) Relacionados Ao vírus, Além de abortos.
Nesta quarta, a Organização Pan-americana de Saúde Disse Que o zika ESTÁ Presente Em Toda a América Latina e Caribe sem (Veja no vídeo).  

Fonte Bem Estar 

sábado, 9 de janeiro de 2016

Planejamento divulga nova autorização para concurso na Funai - notícias em Concursos e Emprego

Serão 220 vagas de nível superior; edital deve sair até abril de 2016.
Concurso foi autorizado em abril e edital era previsto para até esta quinta.

Sede da Funai passa a funcionar em novo prédio em Brasília (Foto: Felipe Néri/ G1)Sede da Funai, em Brasília (Foto: Felipe Néri/ G1)
O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) divulgou uma nova portaria que autoriza a realização de concurso público para 220 vagas na Fundação Nacional do Índio (Funai). A portaria nº 452 foi divulgada no "Diário Oficial da União" desta quinta-feira (22).
Inicialmente, o concurso tinha sido autorizado em abril deste ano por meio da portaria nº85, cujo prazo para a publicação do edital terminaria nesta quinta.
A nova portaria foi alterada considerando a solicitação de alteração dos perfis dos cargos
a serem autorizados no concurso público encaminhado pela Fundação Nacional do Índio em agosto de 2015; não haver tempo hábil para publicação de edital, tendo em vista a autorização da portaria nº 85, de 2015, expirar em 22 de outubro de 2015; a ação civil pública nº 0002694-14.2014.401.3903, na qual o Ministério Público Federal objetiva a declaração de descumprimento, pelo empreendedor (Norte Energia S/A) e pela FUNAI/União, de condicionante indispensável ao atestado de viabilidade da Usina Hidrelétrica de Belo Monte; e a previsão de despesa com a realização do certame em tela na Lei Orçamentária Anual - LOA-2015.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Projeto Praia sem Bituca recolhe 15 mil pontas de cigarro em apenas dez dias

Todas as bitucas recolhidas durante a alta temporada terão seu poder calorífico utilizado na produção de cimento - Fotos: Divulgação

Situada em Imbituba, ao sul de Santa Catarina, a Praia do Rosa conta atualmente com um projeto de gestão ambiental de bitucas de cigarros. Desde o dia 18 de dezembro, quem frequenta do Rosa Norte ao Rosa Sul tem a opção de descartar as pontas de cigarro em uma das 11 bituqueiras instaladas nas entradas de acesso à praia junto às lixeiras. Em apenas dez dias, 15 mil bitucas já foram descartadas nos coletores, deixando de poluir a areia e prejudicar a fauna.

O Praia sem Bituca, realizado aos moldes do projeto Poa Sem Bituca, de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, prevê o coprocessamento das pontas de cigarro. Todas as bitucas recolhidas durante a alta temporada terão seu poder calorífico utilizado na produção de cimento, substituindo o uso do coque de petróleo nos fornos. O procedimento controlado é utilizado há mais de 40 anos em países europeus e no Japão. Até as cinzas são aproveitadas na produção de cimento.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Conheça o Litoral do Paraná, um litoral charmoso, repleto de alternativas turísticas.



Litoral do Paraná

Sua pequena extensão concentra uma diversidade impressionante de atividades, surpreendendo o visitante por suas belezas naturais, vilarejos encantadores, rios, praias tranqüilas e ilhas. 

Dentre os seus caminhos históricos, como a Estrada da Graciosa e a Estrada de Ferro Paranaguá – Curitiba destaca-se também o centenário Caminho do Itupava, importante via de ligação entre o litoral e o planalto. Para os viajantes que apreciam a mescla de história e natureza, a bela Ilha do Mel e o Parque Nacional do Superagüi são programas imperdíveis. Berço da colonização do Estado, no Litoral estão cidades históricas como Guaraqueçaba, Morretes, Antonina e Paranaguá, sendo que nesta é possível conhecer um dos maiores portos do Brasil e o Santuário de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná. 

No Litoral também está a porção de Mata Atlântica mais preservada do Brasil. Em suas baías, é possível avistar os golfinhos e a pacata vida dos pescadores da região. As atrações continuam ainda nos balneários de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná, propícios para atividades de lazer, sol e praia. 

E não se pode deixar de conhecer a culinária típica da região, o saboroso Barreado que pode ser apreciado acompanhado da deliciosa cachaça de banana. Uma surpresa à parte é a beleza do artesanato que se faz na região. Um convite para as compras e a cultura!

Para mais Informações, visite o site da Região Turística Litoral do Paraná:  www.adeturlitoral.com.br